Banco Mundial diz que África vive crise na educação

0
20

O economista-chefe do Banco Mundial para a África subsaariana considerou esta quarta-feira que a região passa por uma crise na educação, apontando a situação como um entrave à produtividade da economia do subcontinente.

Os países africanos gastam cerca de 15% do seu orçamento na educação, é provavelmente a parcela mais alta entre as regiões em desenvolvimento, mas ainda temos uma crise na educação”, afirmou Albert Zeufack durante a apresentação do relatório do Banco Mundial Africa’s Pulse.

Uma em duas crianças africanas que estão no terceiro ano de escolaridade não sabem ler nem escrever e o aumento do número de alunos no ensino primário e secundário não tem sido acompanhado pela elevação de competências básicas, declarou Albert Zeufack.

O economista-chefe do Banco Mundial para África subsaariana assinalou que a falta de habilidades de leitura e escrita estende-se também à maioria da população adulta.

Fonte: Observador

Comentários