Cabo Verde foi um dos destinos mais vendidos pela agência Airmet em 2016

0
262

Em 2016, o Grupo Airmet voltou a crescer, desta vez 10%, atingindo os 150 milhões de euros em facturação e os 270 pontos de venda.

Paulo Mendes, director-geral da Airmet Portugal, em entrevista ao Publituris, questionado acerca do que mais cresceu dentro do grupo, o director-geral indica que a operação turística cresceu 15% em relação ao ano anterior.

Sobre os destinos mais vendidos, Paulo Mendes afirma que “por norma, os destinos nas vendas são muito influenciados pela capacidade de oferta que existe no mercado e por causa dos preços. Quando se tem uma operação para as Caraíbas com preços médios por volta dos 1200 euros para quem não se importa de fazer viagens longas, é perfeito”.

“Os destinos são os habituais: Cabo Verde; Caraíbas; Algarve e Porto Santo, que são destinos de eleição dos portugueses no Verão, no Inverno não; também destinos com operações pontuais mas capacidades pequenas, como Agadir; existiu também uma ligeira recuperação para São Tomé. Depois mistura-se muito circuitos pela Europa, pois há cada vez mais pessoas a quererem fazer viagens à medida pela Europa; há também as Escapadinhas que tem cada vez maior procura, apesar daqui existir uma forte concorrência das online”.

Nesta semana o Instituto Nacional de Estatística anunciou que os estabelecimentos hoteleiros em Cabo Verde aumentam 3,1 por cento em 2016.

Comentários