Portugal saiu e Angola e Cabo Verde entraram na lista dos países terceiros afectados pela crise dos ovos ou subprodutos contaminados com insecticida, segundo a Comissão Europeia.

A mais recente lista, divulgada hoje, mostra que Portugal já não consta entre os Estados-membros afectados, mas Angola e Cabo Verde estão entre os 11 países que receberam ovos ou subprodutos contaminados no seu território.

A lista de países afectados pelo comércio ou distribuição de ovos contaminados com fipronil inclui 25 Estados-membros.

Segundo o RASFF – Sistema de Alerta Rápido para os Géneros Alimentícios e Alimentos para Animais – 11 destes países terceiros receberam ovos ou produtos contaminados no seu território, incluindo Angola, Cabo Verde e Suíça, tendo nos restantes oito os produtos sido detectados em navios.

A fraude que conduziu à contaminação de ovos pela insecticida fipronil remonta a Setembro de 2016, disse recentemente a Comissão Europeia, precisando na altura que 34 países, a maioria na Europa, foram atingidos pela situação.

A contaminação de dezenas de milhões de ovos, resultante da desinfestação de explorações de galinhas poedeiras por um produto contendo fipronil, um anti-parasitário forte estritamente proibido na cadeia alimentar, foi divulgado em Agosto.

Fonte: Lusa

Comentários