Cabo Verde progrediu dez pontos nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

0
371
A revista científica The Lancet divulgou um estudo a avaliar o desempenho dos países nas metas relativas à Saúde inscritas nos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). De acordo com o estudo, o mundo registou progressos na saúde desde 2000, nomeadamente na mortalidade infantil e neonatal ou na cobertura universal dos cuidados de saúde, mas alguns indicadores até pioraram, como a obesidade infantil, a violência doméstica ou o alcoolismo. Na sua investigação, os cientistas liderados por Stephen Lim, do Instituto para a Métrica e a Avaliação da Saúde na Universidade de Washington, em Seattle, EUA, usaram dados do estudo sobre o Peso Global da Doença para avaliarem o desempenho de 188 países em 33 dos 47 indicadores relativos à saúde nos ODS, classificando-os num índice que vai de zero (o pior) a 100 (o melhor). O progresso dos países no índice é muito heterogéneo, com alguns países a melhorarem mais de 15 pontos entre 2000 e 2015 e outros a registarem quedas de dois pontos no mesmo período. Cabo Verde registou um aumento de 10 pontos entre 2000 e 2015, esta na posição 123, sobretudo devido à redução da malária, ao aumento da cobertura dos serviços de saúde e às melhorias no saneamento. Fonte: RTP
Comentários