É uma noticia de ultima hora que dá conta que o Conselho de Disciplina deu razão ao Ultramarina no recurso imposto contra a decisão do mesmo conselho, que pertence a Federação Cabo-verdiana de Futebol.

No passado dia 29 de Junho o Conselho de Disciplina (CD) da Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF) instaurou um processo disciplinar contra o Futebol Clube Ultramarina, em virtude do dos relatórios da equipa de arbitragem e dos delegados do jogo, que não realizou-se porque o estádio estava fechado.
 
Na contestação ao processo disciplinar instaurado pela FCF no caso do jogo da 1ª mão com o Mindelense, a Ultramarina alega que segundo o artº 8 da prova a responsabilidade da organização dos jogos é única e exclusiva da FCF.
 
Em sua defesa, a Ultramarina refutou a nota de culpa nomeadamente sobre o estádio, que é propriedade da Câmara Municipal do Tarrafal de São Nicolau, e que o é falso a informação que o seu guarda-redes é o responsável pelas chaves do estádio Orlando Rodrigues.
 
Os membros do Conselho de Disciplina, reunidos no dia 12 de Julho, “acordaram em considerar improcedente por não provada, a acusação deduzida contra o Futebol Club Ultramarina, e em consequência, mandar arquivar o processo”, disse o CD no comunicado em que a GreenSports obteve em primeira mão.
 
A primeira mão da final estava marcada para este sábado, 15 de Julho mas na indefinição de quem será o adversário do Sporting, terá de ser, mais uma vez, adiada.
 
Fonte: GreenSports
 
Comentários