Estados Unidos atacam Síria lançando quase 60 mísseis contra infra-estruturas militares

0
498

Os Estados Unidos da América lançaram 59 mísseis Tomahawk contra uma base aérea na Síria.

EUA lançam ataques à Síria com mísseis de cruzeiro
Foto: Epa-Seaman Ford Williams

Os mísseis foram disparados a partir de navios americanos que estão no Mediterrâneo Oriental. Esta é a primeira acção directa dos Estados Unidos contra Bashar Al-Assad. Fontes do Governo americano admitem que a ofensiva é uma resposta militar ao ataque químico ocorrido na Síria esta semana e que matou mais de 100 pessoas.

A Turquia, após realizar autópsia em três vítimas, afirmou que há indícios de que foi usado gás sarin.

O regime de Bashar Al-Assad, por sua vez, nega que tenha usado armas químicas.

Os Tomahawk, mísseis de médio alcance, voam junto ao solo, acompanhando o relevo, e são quase invisíveis ao radar, tendo um nível de precisão muito elevado.

Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, justificou o ataque à Síria dizendo ser vital prevenir e deter uso de armas químicas.

“Esta noite [madruga desta sexta-feira em Cabo Verde] eu dei ordem para um ataque militar na base militar na Síria de onde o ataque químico foi lançado”, disse Donald Trump em mensagem à Nação horas depois da acção.

O Presidente lembrou que Bashar Al-Assad atacou com gás neurotóxico “homens, mulheres e crianças indefesos”.

Fonte: Voz da América

Comentários