Foram registados 16 casos locais de paludismo no primeiro semestre em Cabo Verde

0
137

Cabo Verde registou no primeiro semestre do ano 16 casos locais de paludismo (ou malária), tendo na semana passada sido registados nove, segundo dados da Direção Nacional de Saúde.

De acordo com a diretora do Serviço de Vigilância e Respostas às Epidemias da Direção Nacional de Saúde (DNS), Maria de Lurdes Monteiro, citada pela agência cabo-verdiana Inforpress, «o pico de casos de paludismo contraídos localmente ocorreu na semana passada, com nove casos, quatro dos quais registados na zona de Ponta Belém, na cidade da Praia».

Maria de Lurdes Monteiro classificou «pouco habitual» o registo de casos autóctones de paludismo antes de julho, mês que marca o início da época das chuvas.

Segundo a responsável, os 16 casos foram registados em vários bairros da capital cabo-verdiana.

O Serviço de Vigilância e Respostas às Epidemias não registou qualquer caso de Zika este ano e o último caso de suspeito de dengue foi em março.

O número de casos de paludismo tem sido residual nos últimos anos, tendo o país sido premiado pelos esforços no combate à doença pela Aliança de Líderes Africanos para a Malária.

O Governo de Cabo Verde projetou para 2020 a eliminação do paludismo.

Fonte: Lusa

Comentários