Fragata portuguesa Álvares Cabral em missão à Cabo Verde a partir de hoje

0
339

A fragata Álvares Cabral, da Marinha Portuguesa, vai atracar hoje, sábado, no porto do Mindelo, em São Vicente, para uma missão que se prolonga até 12 de Abril e passa também pela cidade da Praia.

Foto de NRP Álvares Cabral.

Segundo a Marinha Portuguesa, a missão decorre no âmbito da iniciativa “Mar Aberto” e insere-se no âmbito da cooperação técnico-militar entre Portugal e Cabo Verde.

Durante a missão, a fragata participará, em colaboração com a Guarda Costeira cabo-verdiana, em acções de patrulhamento do espaço marítimo sob jurisdição de Cabo Verde.

A Álvares Cabral permanecerá no porto do Mindelo, de 01 a 03 de Abril, e no porto de Praia, de 07 a 11 de Abril.

Durante a permanência nos dois portos, será desenvolvido um programa de cooperação com as Forças Armadas de Cabo Verde que inclui acções de formação, treino conjunto e demonstração de capacidades de apoio humanitário em caso de catástrofe.

A permanência da fragata coincide com a visita oficial a Cabo Verde do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que visitará o navio a 09 de Abril, na cidade da Praia.

Estão ainda previstas actividades dirigidas à população, incluindo visitas de associações e escolas ao navio, e a entrega de material ao Instituto Cabo-verdiano da Criança e Adolescente, a Aldeias Infantis SOS Cabo Verde e Diocese de Santiago.

O navio estará aberto ao público, para visitas, no dia 02 de Abril, nos períodos das 10:30 às 12:30 horas e das 14:30 às 17:00 horas (na cidade do Mindelo) e no dia 10 de Abril, das 10:30 às 12:30 horas (na cidade da Praia).

A Álvares Cabral é um navio escolta oceânico do tipo fragata, adicionada ao efectivo da Marinha Portuguesa em 1991, sendo a guarnição composta por 135 militares.

Conta ainda com uma força de fuzileiros com 50 elementos, uma equipa do pelotão de abordagem dos fuzileiros, uma equipa de mergulhadores e um médico, além de quatro oficiais oriundos da Alemanha, Brasil, Estados Unidos e Espanha, no âmbito de intercâmbio entre Marinhas.

Fonte: Lusa

Comentários