Grandes jogadores que penduraram as botas em 2014

0
909

A carreira de um jogador de futebol não é eterno, tem o seu inicio e obviamente o seu fim. A parte mais triste disto é quando vemos grandes jogadores a deixarem de jogar futebol.

O site brasileiro Placar fez uma lista de grande jogadores que marcaram o futebol e mundial e indo na “onda” da matéria deles acrescentei mais dois nomes de futebolistas cabo-verdianos que também deixaram de jogar futebol em 2014. Confira:

 O brasileiro Rivaldo, que foi eleito em 1999 o melhor jogador do Mundo, realizou o seu desejo de jogar ao lado do seu filho e foi depois disso que despediu-se do mundo do futebol no Mogi Mirim, clube que presidia.

 Um adepto fervoroso do Barcelona obviamente nunca poderá esquecer deste nome: Puyol. O histórico defesa espanhol deixou o futebol depois do término da temporada 2013/2014.

 Se tem um avançado que irá deixar falta este é Henry que foi um ídolo máximo do Arsenal clube onde ele é o melhor marcador de sempre. Na selecção francesa, onde ele é também o melhor marcador, foi campeão do Mundo em 1998.

 O holandês Seedorf, em 2014, estava no Brasil a jogar pelo Botafogo quando foi convidado a treinar o Milan. O jogador resolveu deixar de jogar futebol para aventurar-se como treinador de futebol.

 O argentino Zanetti também deixou de jogar futebol. Fez tantos jogos no Inter de Milão, que é recordista de jogos pelo clube com 857 presenças, que o clube resolveu retirar a camisola numero 4.

 Mudando de continente encontramos o americano Donavan que é o maior marcador da selecção norte-americano nos mundiais de futebol. Depois de ter sido deixado de fora do Mundial no Brasil Donavan resolveu deixar o LA Galaxy e o futebol.

 O francês Abidal mostrou que nada é impossível. O jogador estava no Barcelona e descobriu que tinha câncer no fígado, foi fazer o tratamento chutou a doença fora do seu corpo e voltou a jogar futebol. Terminou a carreira em 2014 já no Olympiakos.

 Grave esse nome: Mondragón. No Mundial 2018 e no Guinness você irá ouvir o nome dele. Este colombiano é o jogador mais velho a disputar um jogo de futebol no Mundial aos 43 anos.

 O Gales Giggs, depois de 22 anos com a camisola do Manchester United retirou-se do futebol em 2014. O curioso é que David Moyes foi despedido e Giggs é que assumiu os comandos técnicos dos Red Devils. Hoje ele é treinador adjunto de Van Gaal no United.

 O argentino Verón foi considerado um dos melhores médios argentinos na década de 90 e 2000. Ele deixou o futebol em 2013 mas regressou, vestiu a camisola dos Estudiantes e deixou de vez o futebol em 2014.

Agora voltando para Cabo Verde dois jogadores que marcaram o futebol nacional e a selecção cabo-verdiana de futebol também deixaram o futebol em 2014:

 No meio do ano de 2014 o médio Pu Brito que também jogou pela selecção cabo-verdiana de futebol deixou o futebol aos 44 anos. Pu actualmente é controlador aéreo no aeroporto Amílcar Cabral na ilha do Sal.

 Aqui esta um jogador que marcou gerações, marcou golos e foi recordista: Cláudio Aguiar mais conhecido por Lito começou a jogar futebol no Camarate mas foi a Académica de Coimbra o ponto alto da sua carreira. Esteve nos “estudantes” durante tres anos. Na selecção Lito foi capitão dos Tubarões Azuis e hoje é treinador adjunto da selecção de Cabo Verde.

 

Bruno da Moura

Comentários