ONU assinala Dia Mundial da População com alerta para acesso a métodos seguros de contraceptivos

0
148

O Dia Mundial da População foi assinalado ontem com alerta para o acesso a métodos seguros de contraceptivos, visto que cerca de 225 milhões de mulheres em países em desenvolvimento fazem uso incorrecto de métodos para evitar a gravidez.

Resultado de imagem para dia mundial da população

A data, que este ano se assinalou sob o tema “Planeamento familiar: empoderando as pessoas, nações em desenvolvimento” lembra que é fundamental o estabelecimento de igualdade de género e empoderamento feminino.

“O controlo da fertilidade reduz a mortalidade materna e infantil e é um factor económico de grande impacto na redução da pobreza. Quando as mulheres planejam a sua reprodução, há possibilidade de escolhas de acordo com projectos de vida e orçamento”, cita um documento das Nações unidas.

Uma das preocupações quanto ao tema, salienta a directora executiva em exercício do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), Natalia Kanem, é com os grupos negligenciados como adolescentes e jovens, mulheres e meninas em crise humanitária, razão porque convidam a rede de doadores a reforçar o seu donativo financiar nos serviços necessários as mulheres.

As Nações Unidas ressaltam, ainda, que o acesso ao planeamento familiar seguro e voluntário é um direito humano e tema central para a igualdade de géneros e a autonomia das mulheres, além de ser um factor-chave na redução da pobreza.

A data que chama a atenção internacional para a gravidade das questões populacionais, coincide com um encontro internacional que decorre em Londres, o segundo da Iniciativa Planeamento Familiar 2020 ou FP2020, cuja meta é da organização é levar o planeamento familiar a mais 120 milhões de mulheres até 2020.

Na sua mensagem alusiva a data, Natalia Kanem, recorda que a escolha do método contraceptivo deve ser feita conjuntamente com o médico, considerando as particularidades de cada mulher e respeitando as indicações da Ginecologista ou Obstetrícia.

Para quem não pode usar os métodos hormonais, há ainda os de barreira (preservativo, diafragma, DIU de Cobre), os métodos naturais (coito interrompido, tabelinha, métodos de observação da fertilidade) e os definitivos ou cirúrgicos (vasectomia ou laqueação).

Há 50 anos, que o FNUAP tem colaborado para remover os obstáculos relacionados ao planeamento reprodutivo e garantir os direitos reprodutivos das mulheres. contribui igualmente para o aumento do uso de métodos modernos de contracepção quando em 1970 apenas 36% de mulheres utilizavam o método aumentando o número em 64% em 2016.

O Dia Mundial da População é uma data instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 11 de Julho de 1987, quando o planeta chegava aos 5 biliões de habitantes. Actualmente a população mundial já ultrapassa 7 biliões e tem um aumento de 75 milhões, aproximadamente, a cada ano.

Fonte: Inforpress

Comentários