Porto Novo: Projecto de desenvolvimento integrado das pescas avança em 2018 com melhor aproveitamento do banco do Noroeste

0
37

Porto Novo será alvo, em 2018, de um projecto integrado de desenvolvimento do sector pesqueiro, que vai permitir aos operadores locais tirarem “todas as vantagens” do banco pesca do Noroeste, no Tarrafal de Monte Trigo, acredita o edil portonovense.

Anibal Fonseca admite que Porto Novo tem o maior banco de pesca em Cabo Verde, situado nas imediações do Tarrafal de Monte Trigo, cujas “vantagens são ainda pouco exploradas”, devido a constrangimentos de vária ordem, com destaque para a falta de embarcações adequadas.

O autarca, que falava, quinta-feira, na abertura de um atelier sobre a boa governança das pescas, promovido pela Associação para Defesa do Ambiente e Desenvolvimento (ADAD), na cidade do Porto Novo, acredita, porém, que, com o projecto integrado de desenvolvimento das pescas neste concelho, a cargo do Governo, os operadores vão poder tirar o maior proveito desse banco de pesca.

“Porto Novo tem o maior banco de pesca do pais, cujas vantagens são, no entanto, pouco exploradas”, notou Anibal Fonseca, adiantando que esse projecto, que incidirá sobretudo no Tarrafal de Monte Trigo, incidirá na melhoria das embarcações, mas também dará atenção às questões de financiamento, formação, transformação e de mercado.

O Governo está, neste momento, a proceder aos estudos sobre as pescas neste concelho que vão permitir ao executivo desenvolver, de forma integrada, o sector das pescas no Porto Novo, abarcando aspectos como a captura, a criação de infra-estruturas, o melhoramento das embarcações, a conservação e transformação do pescado.

Esses estudos, a cargo da organização não-governamental Atelier Mar (São Vicente), que estarão prontos entre os meses de Novembro e Dezembro, vão dar “orientações claras” quanto aos investimentos que deverão ser feitos para alavancar o sector das pescas no Porto Novo, segundo o edil local.

Os pescadores das diferentes comunidades piscatórias no Porto Novo têm estado a se queixar da falta de equipamentos de apoio à actividade pesqueira no concelho, com destaque para arrastadoures de botes.

O presidente da Câmara Municipal do Porto Novo é de opinião de que Governo deve estudar a possibilidade de criar um centro de logística para pesca no Tarrafal de Monte Trigo, com a missão de apoiar todos operadores da região norte do arquipélago.

Fonte: Inforpress

Comentários