São Vicente: Enapor com “crescimento sustentado” no movimento de mercadorias nos portos nacionais de 11,1%

0
71

A Enapor – Portos de Cabo Verde registou no primeiro semestre de 2017 um “crescimento sustentado” do movimento de mercadorias nos portos nacionais de 11,1%, um acréscimo de 111.763 toneladas de cargas em relação ao período homólogo de 2016.

Com efeito, no primeiro semestre de 2016, foram movimentadas 1.004.895 toneladas de mercadorias nos portos do arquipélago, contra 1.116.658 toneladas, em 2017, ou seja mais 111.763 toneladas e um percentual de crescimento de 11,1%.

O crescimento registou-se, igualmente, no movimento de passageiros/cabotagem pois, de 364.139, em 2016, passou para 396.615, em 2017, ou seja mais 5.476 passageiros transportados e uma variação positiva de 1,5%.

Por outro lado, embora em números menores, o movimento de navios também aumentou em mais duas unidades, de 3.261, em 2016, para 3.263, em 2017, e uma variação percentual positiva de 0,1%. Segundo o director comercial e marketing da Enapor, Gilson Cruz, este “crescimento robusto” no movimento de mercadorias nos portos nacionais é resultado dos “novos modelos de gestão e estratégia” adoptados pelo novo conselho de administração, em funções desde Novembro de 2016.

“A ideia, em curso, e um dos grandes objectivos da empresa, é de evoluir do sistema portuário tradicional, de cadeia de transporte e distribuição, para o sistema portuário moderno (cadeia de logística de transporte), o que implica a criação de zonas de logística de mercadorias em todas as ilhas onde temos portos, para consolidação e desconsolidação de mercadorias, facilitando assim, a actividade portuária”, indicou o responsável.

Questionado sobre o momento actual da prevista concessão dos principais portos do país, Gilson Cruz informou que o processo está em curso, no momento em que a empresa procura “um parceiro comercial forte”, capaz de trazer “mais-valias” à empresa, sobretudo no quesito transbordo de contentores.

Relativamente à construção do terminal de cruzeiros no Porto Grande do Mindelo, o responsável indicou que “todos os estudos” estão concluídos, pelo que, neste momento, aguarda-se pelo desfecho do processo.

A Enapor – Portos de Cabo Verde comemorou, no passado dia 01, o 35ª aniversário da sua criação e mantém como metas a modernização e o aperfeiçoamento da gestão em geral, mediante investimentos em infra-estruturas, super-estruturas, equipamentos e formação do pessoal, com o fim de se manter ao nível do desenvolvimento tecnológico e ao “grande desafio” da constante reforma dos mercados.

Tem como missão garantir a prestação de serviços eficientes e de qualidade aos clientes dos portos de Cabo Verde, na base de infra-estruturas e equipamentos adequados, com segurança e em respeito ao ambiente e aos requisitos técnicos mínimos estabelecidos.

É a concessionária geral do Estado para os portos, terminais, estaleiros navais e infra-estruturas de náuticas de recreio e a Autoridade Portuária de Cabo Verde, tendo a seu cargo a gestão dos nove portos do país.

Fonte: Inforpress

Comentários