Turista britânico de ferias na Boa Vista espera 26 horas para ser visto por um medico

0
3390

Um turista britânico ficou esperando por cerca de 26 horas para ser atendido por um medico na ilha da Boa Vista.

Como havia apenas um médico na pequena ilha africana de Boa Vista, Shane, retratado na ambulância, estava preso em um hospital mal equipado, tossindo sangue por três dias

A historia é contada pelo jornal inglês Daily Mail que dá a conhecer Shane Carter, de 24 anos, que estava na ilha da Boa Vista com a namorada para passar ferias. Durante um mergulho o jovem foi surpreendido por uma grande onda que deixou-o lesionado nas costas.

Foi a namorada, Lacie Catchpole, que conseguiu tira-lo da agua e este foi levado, de ambulância, para o hospital da ilha.

Ao Daily Mail, ele contou que esperou 26 horas até ser visto por um medico. Depois do medico aparecer este não conseguiu descobrir o porque do britânico ter estado a vomitar sangue.

Nestas 26 horas, o jovem ficou no hospital sem comida e sem informação e foi aí que chamaram a embaixada, visto que a agência de viagens Thomson ‘abandonou-os’, que providenciou um voo especial para levar o rapaz para a Inglaterra.

No velho continente, Shane descobriu que tinha uma clavícula quebrada e tinha fracturas na espinha e ainda problema num dos pulmões.

O casal para estar em Cabo Verde pagou 2 mil libras com “tudo incluindo” e agora o jovem quem ser recompensado financeiramente pelos danos causados.

Um porta-voz da agência Thomson disse à Daily Mail que lamentam o que aconteceu e ainda disseram que no seu website avisaram sobre as ondas daquela ilha. “Reiteramos isso e a importância de prestar atenção nos avisos locais”, disse a agência.

 

A historia foi publicada no passado dia 10 do corrente mês.

Comentários