Agricultor do Uganda tem 12 esposas, 102 filhos e 568 netos

221
Musa Hasahya não vê ‘com bons olhos’ os homens que apenas têm uma esposa. “Como é que um homem consegue ficar satisfeito com apenas uma mulher?”, questiona.
 

Mzee Musa Hasahya é um agricultor ugandês, de 67 anos, natural de Lusaka, que casou, pela primeira vez, quando tinha apenas 16 anos – em 1971 -, após ter desistido da escola. Entretanto, contraiu matrimónio com mais 11 mulheres e criou uma família (muito) numerosa. 

No total, Musa Hasahya tem 12 esposas, com quem teve 102 filhos. Quanto a netos, o número é ainda mais surpreendente: são, até ao momento, 568. 

A poligamia é legal no Uganda e o homem revelou à imprensa que o pai ‘apenas’ tinha das mulheres, com quem teve ‘apenas’ dois filhos: “Este facto arriscou a extinção da nossa família e do nosso clã”. Então, teve mais de cem para assegurar que a linhagem continuará.

De acordo com o Nation, Musa Hasahya não vê ‘com bons olhos’ os homens que apenas têm uma esposa. “Como é que um homem consegue ficar satisfeito com apenas uma mulher? Tal é um sinal de que nasceu um homem, mas com hormonas femininas”, acusa. 

Todas as mulheres do agricultor vivem na mesma casa, tornando, deste modo, mais fáceis “de monitorizar” pelo homem. “Isto também evita que se envolvam com outros homens da vila”. 

A mesma publicação cita a primeira esposa de Mzee Musa Hasahya, Hanifa Hasahya, que assegura que o marido é atento às necessidades de todas as suas mulheres e que as ama por igual: “Ele é um bom marido para todas nós”. 

Agora, e devido ao aumento do custo de vida, a família não há intenções de continuar a aumentar (ainda mais) a família. 

Por: Noticias ao Minuto