Autor da logomarca de ‘Morna Património’ diz que esta de consciência tranquila

862
Ednezer Mestre é o homem que esta no centro da polémica relativamente ao cancelamento da Logomarca para Candidatura da Morna a Património Cultural Imaterial da Humanidade.
Processo de criação de Morna a Património Cultural Imaterial da Humanidade por Ednezer Mestre
O jovem design é o autor da logomarca da Morna a Património Cultural Imaterial da Humanidade e utilizou as redes sociais para de defender da critica e das suspeições do Ministro da Cultura e das Industrias Criativas (MCIC), Abraão Aníbal Vicente, assim como pelo Jornal Expresso das Ilhas. O jovem diz que para criar a logomarca foi a procura de “hipotéticos elementos que melhor se adequavam aos fins e propósito em causa, e que por outro lado lhe permitiriam fazer a criação da Marca”, para tal “como é normal” foi a Internet “a procura dos elementos necessários e inspiradores, para a concretização da ideia e consequente criação da LogoMarca”. “Os elementos [o violão e o barco] foram conseguidos em plataformas gratuitas, para conteúdos vetoriais” e “tais plataformas servem de base para que os Designers de todo Mundo busquem elementos e conteúdos de inspiração, dai a sua gratuidade”, segundo Ednezer Mestre. “Mesmo assim e apesar de ser free, tive a cautela de comprar o elemento (tatuagem de guitarra) que precisava para a nova e original criação. para que adaptado, modificado, personalizado, e autenticamente conjugado com os outros elementos já pesquisados, pudesse então criar a original Marca Morna Património Cultural Imateral da Humanidade”. Ednezer Mestre diz ainda que a marca por ele criada apresenta-se totalmente original em razão do conceito consolidado e conjugado. “Em nenhum momento foi utilizado isoladamente quaisquer dos logos dos quais estão a me acusar de plagio, tendo sido utilizado sim e conforme é nossa pratica profissional elementos norteadores do inovador conceito a ser concebido”. Ednezer Mestre finaliza o post publicado no Facebook dizendo que o mais o foi a exposição publica que foi alvo.