Benfica recorre do castigo a Ivan Almeida após polémica no Dragão

78

Benfica informou, esta segunda-feira, que recorreu do castigo de dois jogos aplicados a Ivan Almeida, jogador que foi protagonista de desacatos no último jogo da final do campeonato nacional de basquetebol, frente ao FC Porto, no Dragão Arena.

“Há racistas que continuarão a frequentar pavilhões e uma vítima de atos racistas que, por se ter recusado a compactuar com o antiquado e inaceitável “cala-te e joga”, é suspensa por dois jogos”, pode ler-se na News Benfica, newsletter oficial das águias, que prossegue. 

“Esta é uma decisão tão absurda quanto grave. É aviltante e, até, irresponsável. É indecorosa porque coloca o ónus na vítima, ao invés de castigar os agressores e de contribuir para que atos como estes sejam, como há muito deveria ter acontecido, definitivamente erradicados dos pavilhões (e estádios) portugueses”, concluem as águias. 

Recorde-se que Ivan Almeida mandou calar os adeptos, já depois de ter denunciado insultos racistas noutro jogo da final, o que levou a um desaguisado que envolveu jogadores das duas equipas.

Por: Noticias ao Minuto