Brasil: Aos 11 anos está grávida pela segunda vez após ser violada por familiar

111

Uma menina de 11 anos, moradora da zona de Teresina, Brasil, está grávida apenas um ano depois de ter sido mãe. À data, o direito ao aborto foi-lhe negado, mesmo sendo a gravidez fruto de uma violação. 

Agora, foi novamente violada e está grávida pela segunda vez. Estava em casa com o filho. 

Segundo um exame realizado nesta sexta-feira, dia 9, no Serviço de Atendimento às Mulheres Vítimas de Violência, da Maternidade Dona Evangelina Rosa, em Teresina, a menina está grávida de três meses. 

 

Em 2021, foi abusada pelo primo, de 25 anos. Ele foi assassinado pouco tempo depois, mas os parentes dizem não saber o motivo.

Desde que teve o primeiro bebé, a menina de 11 anos abandonou a escola e nega-se a ter tratamento psicológico. Agora, vivia com o pai e o com o tio, que a violava e dormia no mesmo quarto.

O pai defende que a menina interrompa a gravidez , mas a mãe não autorizou, assim como não permitiu a interrupção da gravidez na primeira vez que a menina engravidou.

De acordo com a mãe, não consentiu, pois “aborto é crime”, afirmou, citada pelos meios brasileiros.

A lei brasileira permite o aborto em casos de violação e risco de morte para a gestante. Além disso, também é permitido o procedimento em casos de anencefalia do feto.

Por: Noticias ao Minuto