Brasil: Homem confessa que atropelou de propósito o estudante cabo-verdiano que veio a falecer

1284

A Policia Civil brasileira prendeu o homem que atropelou o universitário cabo-verdiano Paulo Jorge Romão Santos, que veio a falecer um dia após o acidente.

Paulo Jorge Romão Santos

Bruno Félix Castro foi preso e confessou que atropelou intencionalmente o estudante cabo-verdiano. No último dia 15 de Julho, Bruno e Paulo terão discutido numa praça no bairro Papicu. Segundo testemunhas, ouvidas pela policia, o cabo-verdiano terá se desculpado mas na mesma o brasileiro de 20 anos seguiu e o atropelou no cruzamento da Avenida Octávio Logo com Santos Dummont, no bairro Papicu em Fortaleza.

“Ele (Bruno) compareceu à sede da DHPP e acabou confessando. Ouvimos sete testemunhas, e o carro do Bruno foi apreendido”, informou a delegada Socorro Portela, directora da Divisão de Homicídios e Protecção à Pessoa (DHPP).

Paulo acabou por morrer no dia seguinte, dia 16, num hospital de Fortaleza. Graças a uma campanha realizada por estudantes cabo-verdianos de Fortaleza, estes conseguiram dinheiro suficiente, cerca de seiscentos contos, para a transladação do corpo para Santo Antão, ilha natural do jovem, e Paulo foi à enterrar no dia 24 de Julho.

Paulo Jorge Romão Santos residia no Brasil há três anos e para além de estudar, cursava Análise e Desenvolvimento de Sistemas, trabalhava como empregado de mesa.