O ministro da Educação de Cabo Verde, Amadeu Cruz, reafirmou hoje, no parlamento, a normalidade do na letivo, que agora termina, revelando que 83% dos alunos tiveram nota positiva no ensino básico e 78% aprovaram no secundário.
 

“Os primeiros resultados das aprendizagens demonstram que pelo menos cerca de 83% dos alunos do ensino básico (do 1.º ao 8.º ano de escolaridade) e cerca de 78% no ensino secundário (9.º ao 12.º ano) conseguiram notas positivas e aprovação durante o ano letivo”, avançou o ministro, numa intervenção durante o debate sobre o Estado da Nação, na Assembleia Nacional de Cabo Verde.

Para o governante, esses resultados estão “em linha” com os anos anteriores, notando, ainda assim, uma “melhoria paulatina” do sistema educativo no arquipélago.

O ministro reafirmou que o ano letivo, que agora terminou, decorreu com normalidade, apesar de ainda ter começado com restrições por causa da pandemia de covid-19, e de em finais de dezembro de 2021 e início de janeiro de 2022 o país ter registado um pico de novos casos.

“O ano letivo 2021/2022 terminou dentro da normalidade, e decorreu dentro da normalidade e de tranquilidade. Fizemos de tudo para que houvesse um ano letivo tranquilo, não obstante a incidência da covid-19 e os resultados alcançados demonstram isso”, sustentou o ministro, no debate que encerra o ano parlamentar em Cabo Verde.

Amadeu Cruz disse que o sucesso do ano letivo se deveu aos alunos, pais e encarregados de educação, funcionários, professores e todos os intervenientes no sistema educativo cabo-verdiano.

Quanto aos professores, garantiu que o seu Ministério vai continuar a resolver as suas pendências, prevendo ter tudo concretizado no próximo ano.

Cerca de 130 mil crianças e jovens, auxiliados por mais de 6.000 professores, regressaram às escolas cabo-verdianas em setembro de 2021, com carga horária completa e presencial.

Destes, cerca de 16.500 frequentaram os jardins-de-infância, 83.500 o ensino básico obrigatório (do 1.º ao 8.º ano de escolaridade) e cerca de 30.000 no ensino secundário (do 9.º ao 12.º ano de escolaridade).

Devido à pandemia da covid-19, as aulas presenciais em Cabo Verde foram suspensas em março de 2020, no final do segundo período desse ano letivo (2019/2020).

Foram retomadas em 01 de outubro de 2020 em todo o país, e um mês depois na cidade da Praia — que na altura registava um pico de contágios por covid-19 -, mas por três dias por semana e com horários reduzidos.

O atual ano letivo iniciou com os alunos ainda a usar máscaras nas salas de aula, mas em abril a obrigatoriedade do seu uso em espaços fechados foi levantado em Cabo Verde, passando a ser recomendado em situações específicas.

Cabo Verde tem atualmente 81 casos ativos de covid-19, de um total de 62.138 casos positivos acumulados desde o início da pandemia, dos quais 61.592 foram dados como recuperados e 410 óbitos.

Por: Lusa