Cabo Verde espera pelo menos 181.200 doses de vacinas em junho

240

Cabo Verde espera receber pelo menos 181.200 doses de vacinas contra a covid-19 durante o mês de junho, incluindo 100 mil da AstraZeneca doadas pelo Governo da Hungria, que chegam no dia 07, anunciou o primeiro-ministro.

Numa declaração ao país sobre a situação epidemiológica em Cabo Verde, o chefe do Governo confirmou hoje a doação de 100 mil doses da Hungria, da AstraZeneca, tal como as esperadas nos próximos dias através do mecanismo Covax, às quais se soma uma doação de 50 mil doses da vacina Sinovac pela China.

“Quero aqui anunciar que no dia 07 de junho receberemos uma doação de 100 mil doses de vacina AstraZeneca oferecidas pela Hungria, receberemos também brevemente 31.200 vacinas da Covax e 50 mil doadas pela China”, anunciou, apelando à população para comparecer na vacinação nas datas previstas, processo que neste momento, com pelo menos a primeira dose, chegou a 6% da população elegível.

Para Ulisses Correia e Silva, com a concretização destas doações ao longo do mês de junho, às quais acresce a doação em 14 de maio de 24.000 doses da vacina da AstraZeneca por Portugal, Cabo Verde terá “um bom lote” para “reforçar a vacinação”, estando também em curso um “processo de aquisição” no mercado internacional de mais vacinas.

“O Governo vai continuar a envidar os sues esforços para conseguir mais vacinas e estamos no caminho certo para o concretizar a meta que definimos, de até final deste ano conseguirmos imunizar mais de 70% da população cabo-verdiana”, disse ainda o primeiro-ministro.

Ulisses Correia e Silva revelou ainda que, além das ações das autoridades de saúde, nas ilhas turísticas do Sal e da Boa Vista há uma iniciativa dos operadores económicos locais para reforçar a vacinação dos profissionais do turismo, setor que garante 25% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

“Nós estamos fortemente interessados em fazer isto acontecer, com mais vacinas que chegarão, tendo em conta a relativa pequenez da população das ilhas do Sal e da Boa Vista, poderemos atingir os 70%, ainda tentando colocar Cabo Verde em condições de recuperar o turismo durante o verão. É essa a nossa perspetiva”, afirmou.

Cabo Verde já tinha recebido 24.000 doses da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca em 12 de março e 5.850 da Pfizer dois dias depois, no âmbito do mecanismo Covax, iniciativa fundada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que visa garantir uma vacinação equitativa contra o novo coronavírus.

Através do mecanismo Covax, Cabo Verde tem atribuídas mais 80.000 doses de vacinas da AstraZeneca.

De acordo com informação anterior do ministro da Saúde, Arlindo do Rosário, o Governo cabo-verdiano está ainda a negociar a aquisição de mais 250 mil vacinas à China.

Por: Lusa