A selecção nacional de futebol venceu ontem a congénere do Togo por 2-0 e assumiu a segunda posição do grupo B de qualificação para o CAN’2023, com três pontos.

No outro jogo do grupo, o Burkina Faso bateu a Eswatini (antiga Suazilândia) por 3-1 e mantém-se na liderança com seis pontos, em duas jornadas disputadas.

Quanto à vitória da selecção nacional, em jogo a contar para segunda jornada, que aconteceu no Estádio Marrakech (Marrocos) casa empresta a Cabo Verde, Júlio Tavares marcou logo aos 10 minutos, aproveitando, com frieza e habilidade, um mau atraso de um defensor togolês.

A reacção dos “Falcões”, nome pelo que é conhecida a selecção do Togo, foi tímida, e Cabo Verde, sempre com Jamiro Monteiro a comandar as acções ofensivas, terminou a primeira parte com o jogo controlado.

Na etapa complementar, Cabo Verde entrou bem melhor e nos minutos inicias perdeu algumas oportunidades para fazer o 2-0, não fosse as precipitações de Jamiro Monteiro e Jovane Cabral, assim como a falta de pontaria de Bebé, após uma boa jogada individual.

Após uma série de investidas da formação crioula, aos 58 minutos os togoleses tiveram a oportunidade mais flagrante de empatar a partida, com o defesa central Djene a aparecer livre de marcação na pequena área, após um pontapé de canto, a cabecear acima da baliza de Sixten Mohlin.

A meio da segunda parte, o treinador Bubista refrescou o ataque com as entradas de Garry Rodrigues e Ryan Mendes para os lugares de Javane Cabral e Bebé e foi Jamiro Monteiro que nos descontos (90+4) fez o 2-0 final, num lance de insistência do avançado Júlio Tavares.

Após estas duas jornadas de qualificação, na classificação desta poule o Burkina Faso lidera com seis pontos, seguido de Cabo Verde (três), enquanto que Togo e Eswatini ficam com um ponto cada.

Cabo Verde volta a jogar no dia 19 de Setembro com a Eswatini, partida que também pode ser fora de portas, caso até a data o Estádio Nacional e “Adérito Sena” não estejam certificados pela Confederação Africana de Futebol (CAF).

A fase final da edição 2023 do CAN vai ser disputada na Costa do Marfim e deve contar com a participação de 24 selecções africanas.

Cabo Verde vai tentar a sua quarta participação numa fase final do CAN, depois das presenças em 2013, na África do Sul, 2015, na Guiné Equatorial e em 2021 nos Camarões.

Por: Inforpress