Campeonato regional em Santo Antão Norte arranca com três equipas

159

O campeonato regional de futebol de Santo Antão Norte vai ser realizado com a participação de três clubes, o número mínimo que o regulamento em vigor exige para a realização de uma competição.

Aos clubes Rosariense e Santo Crucifixo, que sempre se posicionaram a favor da realização do campeonato, juntou-se agora o Sinagoga cuja entrada viabiliza a pretensão dos outros clubes que foram “votos vencidos”, nas anteriores tomadas de decisão.

É que, segundo o presidente da Associação de Futebol da Região Norte de Santo Antão (AFRN-SA), Pedro da Luz, a Câmara Municipal da Ribeira Grande (CMRG), no seu papel de promotor do futebol, decidiu criar as condições necessárias, principalmente financeiras, para que os clubes possam competir. 

Pedro da Luz reafirmou que desde sempre a AFRN-SA explicou que o regulamento permite fazer um campeonato com três equipas o que, segundo o mesmo, vem acontecendo no campeonato da segunda divisão há vários anos. 

“Se os clubes estão interessados em competir cabe a nós, associação, organizar esse campeonato”, afirmou Pedro da Luz. 

Sem data para o arranque das competições, Pedro da Luz afirmou que ainda estão a analisar e organizar para depois avançarem com uma data. 

“Em princípio não vai haver adeptos. O regulamento é claro, dependendo da situação em cada lugar pode-se dar 20 por cento (%) da capacidade do estádio e ter adeptos, mas vamos analisar”, frisou Pedro da Luz. 

A mesma fonte reconheceu que o vírus da covid-19 está a circular em todas as ilhas de Cabo Verde e, mesmo assim, o campeonato já arrancou em Santiago Norte, Sal, Boa Vista e, brevemente, vai arrancar em Santo Antão Sul. 

“Porque vamos ficar parados se todos os atletas estão a jogar futebol de salão, nos campos pelados e nós não podemos realizar a competição”, questionou o dirigente, dizendo ter “constatado” que os clubes não socializaram o regulamento da covid-19 com os atletas. 

Como medida de prevenção o presidente da AFRN-SA afirmou que no início da competição serão feitos testes de despiste nos jogadores e vão “tentar” criar as condições para medir a temperatura dos atletas em cada jogo. 

“É certo que a delegacia de Saúde vai fazer despiste, esporadicamente, no decorrer dos jogos. Caso apareça algum caso positivo vamos analisar a situação e tomar a melhor posição. Vamos criar um departamento, em parceria com a delegacia de Saúde, para esta questão” salientou Pedro da Luz.

No passado mês de Janeiro, seis dos oito clubes de futebol da zona norte de Santo Antão – Paulense, Janela, Solpontense, Foguetões, Sinagoga e Torriense tinham reafirmado que não havia condições para o arranque da época futebolística 2020/2021.

Nessa altura, os clubes e a Associação de Futebol da Região Norte de Santo Antão (AFRN-SA) realizaram um encontro para reavaliarem as condições e exigências sanitárias e financeiras para a realização das provas da época futebolística e decidiram, não arrancar a época tendo em conta as dificuldades criadas pela pandemia.

Com a intervenção da Câmara Municipal da Ribeira Grande, no sentido de criar condições financeiras para a participação dos clubes do concelho na competição, o Sinagoga decidiu juntar-se ao Rosariense e ao Santo Crucifixo e viabilizar a competição.

Por: Inforpress