CAN 2021: Árbitro do Tunísia-Mali hospitalizado devido a insolação

363

O árbitro que acabou o jogo entre Tunísia e Mali antes dos 90 minutos sofreu uma insolação e, por isso, perdeu a concentração, informou o líder da arbitragem do Campeonato Africano das Nações (CAN), o egípcio Essam Abd El Fatah, à imprensa do país dele. A justificação não é oficial, mas a Confederação das Nações Africanas (CAF), depois de abrir um inquérito, decidiu indeferir o protesto da Tunísia e homologar a vitória do Mali por 1-0.

O árbitro zambiano Janny Sikazwe foi o protagonista, do Tunísia-Mali, da primeira jornada do Grupo F do CAN. Aos 85 minutos apitou para o final do jogo, originando fortes protestos dos tunisinos. A partida foi retomada, depois de intervenção do quarto árbitro, mas Janny Sikazwe, já depois de expulsar um jogador do Mali, apitou para o fim do jogo, pela segunda e última vez, quando faltavam 30 segundos para os 90 minutos e o quarto árbitro se preparava para mostrar placa com três minutos de compensação.

Os tunisinos reagiram com indignação, mas de nada valeram os protestos. As equipas foram mandadas para o balneário. Mais de 20 minutos depois, dirigentes da CAF ainda tentaram que o jogo fosse novamente retomado, agora com o quarto árbitro. Os tunisinos, porém, recusaram voltar ao relvado.


A CAF, analisou relatórios e protesto tunisino e homologou a vitória do Mali.

Por: A Bola