Cerca de 20 agentes do Corpo de Intervenção na Praia infectados pelo novo coronavírus

760

Cerca de 20 agentes do Corpo de Intervenção (CI), na Praia, acusaram positivo ao teste à covid-19, estando entre os infectados dois elementos de segurança de altas entidades, soube a Inforpress junto do CI.

Contactado pela Inforpress, o comandante da corporação, Francisco Gomes, admitiu que alguns agentes testaram positivo, depois de terem sido submetidos aos testes PCR (Polymerase Chain Reaction), mas escusou-se a avançar o número de casos alegando que para o efeito teria que ser autorizado pelo director nacional da Polícia.

“As instalações do comando do CI precisam ser desinfectadas para evitar que o pior aconteça”, sugeriu uma fonte desta corporação, acrescentando que elementos que trabalham com altas entidades, nomeadamente o Presidente da República, “deambulam à vontade” no referido espaço.

Uma outra preocupação da fonte da Inforpress é que os policiais, para ficarem “mais tranquilos”, exigem que todos os elementos do CI sejam sujeitos a testes PCR, porque, acrescenta, há casos em que o teste rápido foi negativo e o PCR deu positivo.

O espaço que separa as camas beliches, que ficam umas em cima de outras, segundo a mesma fonte, tem “menos de um metro”, o que facilita o contágio das pessoas.

Os agentes do Corpo de Intervenção, a força de elite, garantem a segurança das residências de altas entidades, como o Presidente da República, o primeiro-ministro e o presidente da Assembleia Nacional.

Por: Lusa