O certificado de óbito revela a morte por afogamento da menina encontrada morta na zona de Monte Leão, na ilha do Sal, depois da autópsia realizada este domingo, informou o delegado de Saúde, José Rui Moreira.

O médico explicou, em declarações à Inforpress, que quanto a outras suspeições, nomeadamente de abuso sexual, não se conhecem ainda os resultados, estando em estudo, reiterando que a primeira causa da morte foi por asfixia, afogamento no mar, não se sabendo, entretanto, o que poderá ter acontecido antes desse infortúnio.

Isto é, como que a Eliane Pinto foi parar ao mar, sendo certo que chegou lá viva, conforme o médico.

O corpo de Eliane Pinto, de 13 anos, aluna do 8ºC, no Complexo Educativo Manuel António Martins (CEMAM), em Santa Maria, vai ser dado à terra esta tarde, depois de uma homenagem movida pela direcção da escola, tendo as aulas sido suspensas para que os colegas possam despedir-se de Eliane.

Eliane Pinto morava na zona de Palha Verde, e foi encontrada morta, quinta-feira, na zona de Monte Leão.

Por: Inforpress