Os preços de combustíveis vão sofrer uma descida considerável a partir das zero horas do dia 01 de Agosto, conforme a nova tabela de preços máximos divulgada na tarde de hoje pela Agência Reguladora Multissetorial da Economia (ARME).

De acordo com a nova tabela de preços, a gasolina passa a ser vendida por 166,60 ESC/L, o petróleo a 179,40 ESC/L; o gasóleo normal a 170,10 ESC/L, o gasóleo para eletricidade a 161,10 ESC/L,o gasóleo marinha a 135,70 ESC/L, fuel 380 a 121,20 ESC/KG e o fuel 180 a 126,50 ESC/KG.

Já o gás butano passa a ser vendido a granel por 153,80 ESC/KG, sendo que as garrafas de 3KG a 438,00 escudos, as de 6KG a 923,00 escudos; as de 12,5Kg, a 1922,00 Escudos e as de 55Kg a 8458,00 Escudos.

Assim, no mercado interno, os preços do Butano, da Gasolina, do Petróleo, do Gasóleo Normal, do Gasóleo Electricidade, do Gasóleo Marinha, do Fuel óleo 380 e do Fuel óleo 180 diminuíram em 8,34%, 11,85%, 11,49%, 6,18%, 10,65%, 10,96%, 10,09% e 10,28%, respetivamente.

Todos estes valores percentuais somados correspondem a um decréscimo médio de preços dos combustíveis de 9,98, por cento.

Quando comparada com o período homólogo (Agosto de 2021), a variação média dos preços dos combustíveis corresponde a um aumento de 61,4% e, relativamente à variação média ao longo do ano em curso, ela corresponde a um acréscimo de 15,2 por cento.

Durante o mês de Julho, disse a ARME, houve alguma volatilidade nas cotações do petróleo Brent nos mercados internacionais, registando decréscimos médios de 11,69% (102,23 USD), quando comparadas às do mês de junho (115,77 USD).

Os principais motivos da descida dos preços do petróleo, no mês de Julho, têm que ver, justamente, com as reações do mercado à valorização do dólar, o receio de possíveis novos confinamentos na China, em consequência dos testes em massa realizados para despistar os casos de coronavírus.

A ARME disse ainda que a retoma de funcionamento e operação do gasoduto Nord Stream 1; e a incerteza existente relativamente ao risco de uma recessão mundial devido às pressões inflacionárias, tendo levado o Banco Central Europeu a subir a taxa de refinanciamento de 0% para 0,5%, como forma de combater a forte subida de preços.

Esta descida foi atenuada, segundo a mesma fonte, sobretudo, também pelo anúncio da Reserva Federal Americana de novas sanções económicas às entidades ligadas à indústria petrolífera do Irão e Bielorrússia e pela descida dos stocks norte-americanos de petróleo.

Por: Inforpress