Comunicado da Federação Cabo-verdiana de Andebol a justificar a retirada de Cabo Verde do Mundial

451

Cabo Verde está fora do Mundial de andebol, que decorre no Egito. 

O nosso país foi obrigado, pela Covid-19, a desistir do evento onde ainda haveria chances de passar de fase. A Federação Cabo-verdiana de Andebol (FCA) comunicou a Federação Internacional de Andebol (IFH) e esta aceitou.

Passamos na integra o comunicado da FCA:

“Para os efeitos tidos por convenientes, vem a Federação Cabo-verdiana de Andebol, após ter reunido com as autoridades de Andebol internacional (IHF), a Confederação Africana de Andebol (CAHB), a Organização e as Autoridades de Saúde egípcia, comunicar ao país e a diáspora, ao Ministério do Desporto/IDJ, ao patrocinador oficial da Seleção Nacional e parceiros no Campeonato do Mundo, Egipto’21, às instituições públicas e privadas do desporto, aos amigos e apoiantes da Seleção Nacional, o seguinte:

1- OS CASOS POSITIVOS da COVID’19 no seio da Equipa Nacional de Andebol,
em pleno Campeonato Mundial, de Egito’21 não pararam de AUMENTAR. Neste
momento totalizam-se 09 (NOVE) CASOS CONFIRMADOS pela equipa médica
colocada à disposição da Delegação de Cabo Verde para a despistagem da
COVID19, no ambiente da competição;
 
2- A situação real, surgimento de CASOS FREQUENTES no seio da nossa Equipa
Nacional, tem criado à Delegação de Cabo Verde e aos países envolvidos, no
evento, nomeadamente aos pertencentes ao grupo, um DESCONFORTO
DESPORTIVO. Esse desconforto já levou inclusive, a equipa técnica da nossa
Seleção Nacional, a NÃO COMPARECER ao segundo jogo da I fase, contra a
congênere Alemã, por número insuficiente de jogadores;
 
3- As possibilidades de virem A SURGIR MAIS CASOS são claras e, por causa
dessa situação a Equipa Nacional corre o risco de ser desqualificada da prova caso
vier a ficar, de novo, SEM OS 10 (DEZ) JOGADORES, sendo que, mesmo que
tiver 10 (dez) jogadores, um deles, obrigatoriamente, terá que ser um Guarda
Redes que neste momento não dispomos por estarmos com 4 Guarda Redes
isolados por terem acusado positivo para Covid-19 e tudo isso contraria o
estabelecido nos regulamentos da competição;
 
4- Perante essa SITUAÇÃO CONSTRANGEDORA, a Federação Cabo-verdiana de
Andebol decidiu, para não incorrer a mais faltas graves, colocar em risco a saúde
dos demais jogadores, a equipa técnica, os dirigentes e, sobretudo, o ambiente
desportivo, AFASTAR-SE DA COMPETIÇÃO, dando conhecer à organização
da prova, com elevado espírito desportivo, fair play e sentido de responsabilidade;
 
6- A saída da Caravana Desportiva de Cabo Verde da 27a edição do Campeonato
Mundial de Andebol sénior Masculino do está prevista ainda hoje, no final da tarde,
por volta das 17:00, para um novo hotel e a Federação está em processo de tratamento
da logística para o regresso a casa de cada um dos elementos que compõe a Delegação.
Cairo aos 18 (dezoito) dias do mês de janeiro de 2021
 
O Presidente,
Nelson Martins Jesus”