O Governo de Cabo Verde emitiu um comunicado sobre o crime que aconteceu em Monte Tchota onde 11 pessoas foram assassinadas. Eis o comunicado: “O Governo lamenta informar que o destacamento militar em serviço no Centro Retransmissor de Monte Tchota, em Rui Vaz – Concelho de São Domingos, foi atacado e em resultado onze pessoas perderam a vida. As vítimas são do sexo masculino, com idades compreendidas entre os 20 e os 51 anos, sendo 08 militares e 03 civis.
Um soldado afeto ao próprio destacamento encontra-se desaparecido e há fortes indícios de que o mesmo esteja envolvido nos acontecimentos. Dos três civis, 02 são técnicos de nacionalidade espanhola, que se encontravam em Cabo Verde a prestar serviços no local e 01 de nacionalidade cabo-verdiana que também trabalhava com a equipa espanhola. Na sequência deste ataque, foram subtraídas nove espingardas e munições, as quais já foram recuperadas no interior de uma viatura, encontrada na zona da Cidadela- Palmarejo. O Governo lamenta e muito esta tragédia e garante que todo o apoio e solidariedade serão prestados aos familiares das vítimas. Recomenda calma e serenidade à população. Esclarece que não se verificaram tiroteios na cidade da Praia, contrariamente ao que está sendo veiculado e que os aeroportos estão a funcionar normalmente, não tendo sido nunca fechados. Não existem indícios de ligação destes fatos com o narcotráfico. Presume-se estarem na origem destes acontecimentos motivações pessoais, que excluem a ideia de atentado contra o Estado de Cabo Verde. As autoridades estão a tomar todas as medidas que se impõem para o esclarecimento cabal do caso”.