Covid-19: Cabo Verde com 75 novos casos e mais duas mortes

232

Cabo Verde registou mais duas mortes associadas ao novo coronavírus nas últimas 24 horas, aumentando para 54 o número de óbitos no país, e mais 75 novos casos positivos da doença, informou hoje fonte oficial.

Na habitual conferência de imprensa para fazer o ponto de situação da doença no país, o diretor nacional de Saúde, Artur Correia, informou que as duas mortes são uma mulher de 31 anos no concelho de Santa Cruz e um homem de 91 anos no Tarrafal, todos na ilha de Santiago.

Dos novos 75 casos, resultados de 506 testes realizados, Artur Correia adiantou que 42 foram registados no concelho da Praia, na ilha de Santiago, e dizem respeito a vários dias.

Ainda na ilha de Santiago, foram contabilizados casos em Ribeira Grande (11), Santa Catarina (05), São Lourenço dos Órgãos (03), Tarrafal (04) e Santa Cruz (02).

Na ilha do Fogo, foram diagnosticados quatro casos, distribuídos pelos concelhos dos Mosteiros (02) e São Filipe (02), que se juntam a outros em São Vicente (01), Sal (01) e Boa Vista (02).

Nas últimas 24 horas, o porta-voz do Ministério da Saúde disse que mais 95 pessoas tiveram alta, das quais 73 no concelho da Praia, perfazendo um total de 4.837 pacientes consideradas curadas da doença a nível nacional (89,4%).

Neste momento, Cabo Verde tem um total de 519 doentes ativos, mantém dos dois transferidos, de 5.412 casos acumulados desde 19 de março.

O técnico de saúde adiantou ainda que o país já fez um total 57.719 restes rápidos e que do total de diagnósticos realizados, 72% provém da atividade investigativa dos contactos assintomáticos.

Artur Correia reforçou o apelo à responsabilidade das pessoas em isolamento domiciliar ou em quarentena domiciliar, à espera de resultados dos testes.

O diretor nacional de Saúde pediu igualmente para as pessoas evitarem aglomeração de pessoas nas praias, sobretudo na cidade da Praia, e respeitarem o distanciamento para evitar o risco de contaminação.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 971.677 mortos e mais de 31,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Por: Lusa