Covid-19: Luxemburgo financia combate à pandemia com mais de 1,6 milhões de euros

268

O Luxemburgo vai financiar ações de combate à covid-19 em Cabo Verde com mais de 1,6 milhões de euros, conforme convenções a assinar esta sexta-feira, na Praia, pelos dois governos, foi hoje anunciado.

Em comunicado, o Governo cabo-verdiano explica que a primeira convenção de financiamento, no valor de 1,134 milhões de euros, destina-se ao “apoio aos municípios no combate à covid-19”. Consiste em financiar intervenções ao nível do saneamento e saúde pública, mas também no apoio às famílias mais afetadas pela pandemia.

A segunda convenção de financiamento a assinar, no valor de 494.633 euros, vai suportar os custos com os 33 especialistas de saúde cubanos que estão em Cabo Verde para apoiar as autoridades locais no combate à pandemia. A equipa cubana, que será assim financiada pelo Luxemburgo, é composta por 18 médicos, dez enfermeiros e cinco técnicos de saúde.

Além destas duas convenções, o Governo luxemburguês já disponibilizou este ano cerca de dois milhões de euros de Ajuda Orçamental a Cabo Verde.

Cabo Verde regista um acumulado de 1.004 de covid-19, desde 19 de março, distribuídos pelas ilhas de e Santiago (779), Sal (150), Boa Vista (57), São Vicente (12), Santo Antão (04) e São Nicolau (02).

Do total, há a registar oito óbitos, 562 pessoas foram consideradas curadas da doença, dois doentes transferidos para os seus países, e o país tem neste momento 432 casos de infeção ativa.

A pandemia de covid-19 já provocou quase 482 mil mortos e infetou mais de 9,45 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Por: Lusa