Covid-19: Quatro cabo-verdianos morrem na Holanda

628

Quatro cabo-verdianos radicados na Holanda morreram devido à infecção com o novo coronavírus (covid-19), revelou o cônsul de Cabo Verde naquele país europeu, Gregório Semedo.

Em declarações à Rádio de Cabo Verde (RCV), adiantou que as vítimas são naturais de Santo Antão e Santiago e que neste momento existe mais 10 pessoas infectadas.

“Infelizmente temos pessoas da comunidade que dão conta que há 10 cabo-verdianos com testes positivos e 4 mortes, esta é uma situação que ainda não conseguimos confirmar porque as autoridades holandesas têm dado informações no seu todo sem fazer referência aos holandeses ou estrangeiros”, afirmou

Gregório Semedo disse que está a fazer todos os possíveis para obter mais informações e comunicar às autoridades nacionais, e acrescentou que existe um grande número de cabo-verdianos que tem a nacionalidade holandesa e são contabilizados como holandeses.

Em relação à comunidade nos Estados Unidos da América (EUA), a mesma fonte revela que três cabo-verdianos morreram por infecções ligadas ao novo coronavírus em Massachusetts e que mais de 50 estão infectados.

Duas das vítimas mortais tinham 89 e 90 anos enquanto a terceira era um jovem adulto cuja família contactou a Embaixada de Cabo Verde em Washington a partir de Santo Antão.

As três mortes aconteceram na cidade de Brockton e a maior parte dos infectados radicam no estado de Massachusetts que registou até a última segunda-feira, 13.387 casos e 260 óbitos.

O chefe da missão cabo-verdiana nos EUA, António Nascimento não confirma os números, mas garante que tem estado a acompanhar a situação através do contacto mantido com o cônsul geral em Boston, o cônsul honorário e líderes comunitários nos Estados Unidos da América.

“Estamos a trabalhar com o Governo, mas não há muito que possa fazer nesse contexto, sendo que a diáspora cabo-verdiana é imensa está espalhada por todo o mundo, o que fomos articulando vamos colocando no website da embaixada, mas como vê a situação é muito complicada, referiu o responsável que tem apelado pela solidariedade da comunidade.

No último domingo, 05, o embaixador de Cabo Verde no Luxemburgo anunciou que três cabo-verdianos estavam infectados com o novo coronavírus e que esse número está a aumentar.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infectou mais de 1,3 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 73 mil.

Dos casos de infecção, cerca de 250 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em Dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Por: Inforpress