Covid-19: Várias dezenas de cabo-verdianos retidos nos EUA repatriados no sábado

319

Várias dezenas de cabo-verdianos retidos nos Estados Unidos devido à pandemia de covid-19 vão ser repatriados no sábado para a cidade da Praia, cumprindo uma quarentena obrigatória, anunciou nesta quarta-feira o consulado-geral de Cabo Verde em Boston.

De acordo com a mesma informação, a lotação do voo, com partida às 07:00 (menos cinco horas em Lisboa) do aeroporto de Logan, Boston, foi totalmente preenchida em poucos dias, em função dos registos prévios que já tinham sido apresentados naquele consulado.

“Todos ficam também avisados em como, para viajar, deverão assinar um compromisso do departamento de Saúde de Cabo Verde de quarentena obrigatória, conforme as exigências impostas pela situação de pandemia mundial”, acrescenta o consulado cabo-verdiano em Boston.

De acordo com dados do início de maio do consulado-geral em Boston, pelo menos 53 cabo-verdianos já tinham morrido de covid-19 nos Estados Unidos, país em que se estima a presença de uma comunidade de mais de 250 mil pessoas com origem em Cabo Verde, sobretudo no estado de Massachusetts (Boston).

Cabo Verde suspendeu todas as ligações internacionais em 19 de março, para conter a pandemia de covid-19, e desde então apenas permite voos pontuais de repatriamento de cidadãos.

Dois dias antes desta ligação será realizado, a partir da Praia, na ilha de Santiago, mas com recolha de passageiros também nas ilhas do Sal e de São Vicente, um voo de repatriamento de cidadãos norte-americanos retidos em Cabo Verde, o nono e último organizado pela embaixada dos Estados Unidos da América (EUA), também com destino a Boston.

Cabo Verde regista 390 casos acumulados de covid-19, desde 19 de março, distribuídos pelas ilhas de Santiago (331), Boa Vista (56) e São Vicente (03). Contudo, desde terça-feira que não são feitos testes às amostras recolhidas pelas autoridades de saúde, devido a um problema com reagentes no Laboratório de Virologia do país.

Do total, registaram-se quatro óbitos, dois doentes transferidos para os seus países e 155 doentes recuperados, fazendo com que o país tenha neste momento 229 casos ativos.

Por: Lusa