Um detido foi encontrado morto, supostamente enforcado, na cela da esquadra da Polícia Nacional, em São Salvador do Mundo, momentos depois da sua detenção. Já foi aberto um inquérito interno para averiguar as circunstâncias da morte.

A informação foi avançada, na tarde deste sábado, pela Esquadra Policial de São Salvador do Mundo, do Comando Regional de Santiago Norte, segundo o qual o preso, de sexo masculino, teria se enfocado com as pernas da própria calca.

Aquela unidade policial diz que recebeu, na sexta-feira, por volta das 19h30, um telefonema da mãe do detido, pedindo socorro à Polícia, supostamente por estar a ser ameaçada e ofendida pelo filho, maior de idade, de nome Gracelindo Mendes dos Santos.

“Sem delongas, fez-se deslocar uma equipa à residência da denunciante, que conduziu o denunciado à Esquadra Policial, para efeito de identificação. Estando na Esquadra, o mesmo recusou, terminantemente, a se identificar, ofendendo, de forma agressiva e com palavras injuriosas, o policial que o atendia”, diz a PN.

Por este motivo, alega a PN, foi ordenado voz de prisão, por crime de desobediência e injúria.

Entretanto, após o detido ser deixado na cela, da mesma esquadra, onde iria aguardar apresentação ao tribunal, diz a polícia, momentos depois ouviu-se um barulho e, ao se dirigir a cela, encontrou o “com uma das pernas das suas calças amarrada ao pescoço, já inconsciente, mas ainda com algum sinal de vida”.

O mesmo foi socorrido e levado ao Centro de Saúde Local, onde deu entrada já sem vida.

“Face ao ocorrido, foram informados o Ministério Público e a Polícia Judiciária, tendo o corpo sido transladado para o Hospital Regional de Santiago Norte, para ser autopsiado”, diz a PN, que informou ainda que foi instaurado um inquérito interno, para apurar as circunstâncias da morte e da detenção.

A Esquadra Policial de São Salvador do Mundo lamenta ainda o ocorrido e endereça à família do malogrado as sentidas condolências.

Por: A Nação