Dino D’Santiago na lista de afrodescendentes mais influentes de 2021

128

O cantor Dino D’Santiago agradeceu ter sido incluído na lista global de Afrodescendentes Mais Influentes de 2021.

“Estar entre os 100 Afrodescendentes mais influentes no mundo, numa lista que conta com nomes que muito me inspiram nesta caminhada é por si só algo que guardo com um profundo orgulho e celebro com os meus!”, disse o artista à Lusa.

A Lista Global de Afrodescendentes Mais Influentes de 2021 (MIPAD, na sigla em inglês) surge na sequência “Década Internacional dos Povos de Ascendência Africana”, proclamada pela resolução 68/237 da Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), que ocorre entre 2015 e 2024.

Durante este período são publicadas, anualmente, listas das pessoas com mais influência em diversos setores públicos ou privados, que podem ir da cultura à política.

Dino D’Santiago disse à agência Lusa que esta “distinção da MIPAD, naturalmente por ser uma plataforma com um Network muito forte entre a diáspora africana espalhada pelo mundo, acaba por estreitar possíveis futuros contactos”, confiando que “estrutura de ‘management’, editora e agência saberão fazer as melhores pontes”. 

“Fiquei a saber que o Brasil é país com mais afrodescendentes no mundo. Curiosidade que reforça a minha intenção de passar mais tempo do outro lado do Atlântico para estreitar os laços entre a comunidade PALOP e a afro-brasileira”, concluiu o artista.

Na sua página de Instagram, Dino D’Santiago considerou que “é uma honra elevar mais uma vez as bandeiras de Cabo Verde e Portugal”.

Segundo a MIPAD “são escolhidas 100 pessoas entre 80 países com base na sua influência política, perspicácia empresarial, acompanhamento dos ‘media’ sociais ou o seu esforço humanitário” que contribuam com avanços significativos no mundo.

Fonte: Lusa