Economia de Cabo Verde com recessão histórica de 14,8% em 2020 – INE

193

A economia cabo-verdiana sofreu uma recessão equivalente a 14,8% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2020, devido ao “efeito negativo extraordinário” da pandemia de covid-19, segundo indicadores divulgados hoje pelo INE.

De acordo com o relatório do Instituto Nacional de Estatística (INE) com as Contas Nacionais Trimestrais de Cabo Verde, o PIB do país recuou 14,6% no quarto trimestre de 2020, em termos homólogos, que se somou às quedas de 18,2% e 31,7%, respetivamente no terceiro e no segundo trimestre, e ao crescimento de 5,7% no primeiro trimestre, antes dos efeitos da pandemia, sobretudo na atividade turística.

“A taxa de variação acumulada dos quatro trimestres de 2020 aponta para uma recessão anual do PIB em 14,8%, em volume. Esta contração foi a mais intensa na atual série de Contas Nacionais, evidenciando o efeito negativo extraordinário da pandemia covid-19 na atividade económica em Cabo Verde”, reconhece o INE, no mesmo relatório.

Este desempenho surge após sucessivos crescimentos económicos desde 2009 (ano em que se registou uma recessão de 1,3%). Em 2019, a economia cabo-verdiana já tinha crescido 5,7% e no ano anterior 4,5%, segundo o INE.

A recessão económica de 14,8% calculada pelo INE agrava ligeiramente as previsões anteriores do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Governo cabo-verdiano, que apontava para uma queda do PIB de 14% em 2020.

Por: Lusa