Equipa de jogadores cabo-verdianos em Bragança protestaram contra o racismo que tem sofrido (Video)

564

A equipa de futebol AEAB/IPB, onde militam estudantes/jogadores Cabo-verdianos em Bragança, protestaram contra o racismo que tem sofrido.

Neste domingo, 13 de Janeiro, a equipa da Associação de Estudantes Africanos do Instituto Politécnico de Bragança, em Portugal, defrontaram o GD Sendim no jogo da décima jornada da Divisão de Honra de Bragança.

https://www.instagram.com/p/BsnUbUtA6vI/


Entretanto o jogo começou com protesto da equipa onde a maioria são Cabo-verdianos. 
Na sua página oficial no Facebook, a AEAB/IPB, começou por pedir desculpa pelo acto de ficarem parados logo no início.

De seguida, na publicação, pediram a demissão de Antônio Ramos da Presidência da Associação de Futebol de Bragança e dos presidentes do conselho de arbitragem e disciplina por “permitirem que quem o é [intolerante] continue a exercer livremente a sua intolerância com os Africanos de Bragança”. “Repudiamos o racismo e a perseguição que temos sofrido da parte de algumas pessoas e lamentamos que os responsáveis por elas lhe dêem a liberdade para continuar”, esclareceu o clube.

Sabe o DTudo1Pouco que o clube protestou desta forma por causa do racismo que tem sofrido durante a época sem nenhuma punição da Associação de Futebol de Bragança.

O AEAB/IPB está no último lugar do campeonato com quatro pontos em 10 jogos e neste clube estão 18 jogadores Cabo-verdianos, 8 portugueses, 4 sao-tomenses e um brasileiro.