EUA liga Guine-Bissau a extremistas e talibãs

432
O trafico de drogas da Guiné-Bissau poderá estar ligado com os talibãs segundo avança a Casa Branca.         Stewart Patrick, membro do conselho de Relações Exteriores e director do Programa de Governança Global dos EUA, afirma que “a Guiné-Bissau tem sido provavelmente o Estado do narcotráfico por excelência nos últimos anos”. Para continuar a combater o narcotráfico os Estados Unidos, depois de prenderem Bubu na Tchuto, agora tem um novo algo guineense que é o comandante das Forças Armadas António Indjai que é considerado um dos chefes do trafico de drogas. António Indjai também é procurado pela INTERPOL.