Alguns utilizadores fizeram publicações onde diziam estar disponíveis para enviar pílulas abortivas pelo correio para estados onde a interrupção da gravidez venha a ser proibida.

Facebook e o Instagram estão a suspender e a bloquear contas de pessoas nos EUA, as quais estão alegadamente a fazer propostas de enviar pílulas abortivas pelo correio para estados onde a interrupção da gravidez venha a ser proibida.

De acordo com relatos feitos ao site Motherboard, um utilizador terá recebido um aviso cerca de um minuto depois de ter partilhado esta proposta no respetivo mural do Facebook. Esta publicação terá sido removida e, depois de a ter partilhado uma segunda vez, este utilizador viu a sua conta banida.

Estas propostas começaram a ser feitas nas duas redes sociais da Meta depois de a proteção do direito ao aborto ter sido retirada pelo Supremo dos EUA. Todavia, a transação de medicamentos e de drogas através do Facebook e do Instagram é proibida pela política de utilização da Meta, pelo que a medida também se aplica a pílulas abortivas.

Por: Noticias ao Minuto