Falha no Whatsapp permite que hackers instalem vírus no computador e acedam aos dados dos utilizadores

147

Com o aumento de utilizadores do WhatsApp nos últimos anos, também os ataques de hackers têm aumentado. Apesar de a aplicação já permitir que os utilizadores encriptem as mensagens para uma maior segurança dos seus dados, há piratas informáticos que continuam a tentar furar sistema de formas cada vez mais perigosas, que muitas vezes permitem até a instalação de vírus (malware) nos dispositivos, uma falha agora descoberta e que afeta Iphones e computadores, Windows ou Mac, avança o jornal El Español.

De acordo com o El Español, esta falha de segurança permite ao hacker manipular o código das aplicações de Whatsapp de Windows e Mac através da app do IOS. Para aceder à versão de computador da app é necessário adicionar uma conta criada no telemóvel e os hackers, através disso, manipulam as mensagens dos utilizadores.

Esta falha afeta o CSP (“Content Security Policy”), um sistema que impede ataques XSS (“cross-site scripting”) que permitem injetar códigos e sequências em conteúdos fidedignos, avança o jornal. Os ataques são feitos através de links que, aparentemente, nos levam a páginas ou sites conhecidos, como o Facebook mas que, uma vez abertos, permitem aos hackers “plantar” um código no sistema. Com esse código os hackers conseguem instalar vírus nos dispositivos e aceder aos dados privados partilhados em mensagens pelos utilizadores na aplicação.

A falha do Whatsapp verifica-se também, por exemplo, quando os utilizadores usam a versão antiga da plataforma Chromium para usar a aplicação no computador. Segundo o El Español, os investigadores já alertaram a empresa pedindo para atualizarem sempre a última versão da plataforma, para que os hackers não consigam atuar.

Para evitar ser vítima destes ataques, o utilizador deve atualizar a app do Whatsapp para computador (Windows e Mac) e, depois, atualizar a aplicação para Iphone.

Por: Observador