Gil Vicente, com cinco jogadores cabo-verdianos, reintegrado na I Liga

1141
A temporada 2016/2017 do principal campeonato de futebol português terá 20 equipas em competição, um deles é o Gil Vicente que tem na suas fileiras cinco jovens jogadores cabo-verdianos. Devido ao ‘Caso Mateus’, o Gil Vicente vai ser integrado na primeira divisão portuguesa, logo na próxima época. A decisão foi tomada pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), que vai assim alagar a I Liga para reintegrar o Gil Vicente, na sequência da decisão do Tribunal Administrativo de Lisboa sobre o ‘Caso Mateus’. “Dando o devido cumprimento à sentença do tribunal, o alargamento das competições é inevitável”, refere a LPFP, em comunicado, após reunião extraordinária da direcção do organismo. O que falta decidir é quem acompanha o Gil Vicente, será o Portimomense, quarto lugar na segunda divisão (O FC Porto ficou em primeiro lugar só que não pode subir), ou a União da Madeira, penúltimo lugar na I Liga. Na temporada 2017/2018, regressará o modelo de I Liga com 18 clubes. Em Agosto de 2006, o Gil Vicente, depois de ter assegurado a permanência, foi despromovido administrativamente à Liga de Honra, actual II Liga, devido à utilização do internacional angolano Mateus, quando o futebolista estava impedido por ter actuado com estatuto de amador, na época imediatamente anterior, ao serviço do Lixa. Com esta subida o Gil Vicente leva consigo os jovens Ivan Cruz (guarda-redes de 20 anos), Pek’s (defesa central de 23 anos), Rony Santos (defesa de 21 anos), Platiny (médio de 20 anos) e Vágner (extremo de 20 anos). RTP/DTudo1Pouco