Gilyto: Gil Semedo pediu um premio especial para abraçar os CVMA

3958

O cantor e mentor do projeto Cabo Verde Music Awards (CVMA), Gilyto Semedo, divulgou hoje, segunda-feira, 11 de Maio, um vídeo respondendo a criticas do, também cantor, Amarildo e falando do projeto CVMA.

Um dos assuntos que não fugiu ao vídeo de Gilyto foi a de artistas que pediram para não serem nomeados, nomeadamente Gil Semedo, Kino Cabral e Mayra Andrade.

Segundo Gilyto Semedo, o cantor Gil Semedo, que é seu primo, foi nomeado três vezes para os CVMA, entretanto nas três nomeações Gil nunca respondeu a organização.

“Passado uns tempos, a manager do Gil pediu reunião dizendo que: “como sabes o Gil ainda não apareceu nos CVMA e a nossa proposta é se quiseres para que o Gil abrace o projeto terás de dar-lhe um premio especial””, afirmou Gilyto no vídeo.

Na mesma reunião, Gilyto informou que os CVMA já tinham esta categoria de premio carreira, mas que a prioridade da organização era homenagear primeiramente artistas com mais idades como Bana, Cesária, Zeca Nha Reinalda, Tito Paris, entre outros.

“Posteriormente viriam Gil, Kino Cabral, falecido Jorge Neto, Beto Dias, Grace Évora, Suzanna Lubrano entre artistas destas gerações”, esclareceu Gilyto na reunião, terminando dizendo que o Gil sempre que fosse nomeado, devido ao trabalho realizado no ano, seria avaliado pelos jurados e que não podia criar uma categoria especial para o Gil pois seria nepotismo.

No dia seguinte da reunião, Gil comunicava nas redes sociais que renunciava as nomeações aos CVMA, isto em 2015.

Gilyto deu ainda exemplo de mais dois artistas que renunciaram as nomeações.

“Kino Cabral no primeiro ano dos CVMA, o seu trabalho saiu em Dezembro e o regulamento dizia a partir de janeiro do ano. Kino ficou chateado, liguei-lhe e expliquei o motivo e os regulamentos e foi daí que Kino pediu para dizer aos jurados que não queria ser mais nomeados”.

“Mayra Andrade foi nomeada, onde esteve numa das galas. Posteriormente mandou um email a dizer que não queria mais ser nomeada e nos respeitamos isso”.

Gilyto terminou dizendo que o CVMA não é um festival, e para ser nomeado tem que ter trabalho feito no respetivo ano.

“Infelizmente só 10% dos artistas que são nomeados, por isso que se cria uma onda negativa. Infelizmente são só 3 em cada categoria”.

Segundo Gilyto poderiam ser mais artistas nomeados desde que estevem assumiriam os próprios custos de deslocação a Cabo Verde para assistirem a gala em que estavam nomeados e que CVMA é o único evento musical do Mundo que paga aos artistas as suas viagens e estadias para virem para as galas.

Terminou dizendo que assumir colocar mais artistas nomeados e depois assumir todos os seus custos de deslocação e estadia em Cabo Verde, faria com que a gala não se realizasse devido aos custos e a falta de patrocinadores suficientes.