A Federação Angolana de Futebol decidiu suspender temporariamente o Girabola, por falta de acordo com os árbitros, que anunciaram uma greve, devido à falta de pagamento de prémios há quatro meses.

«Não havendo consenso e atendendo ao facto de a FAF não dispor de condições financeiras para satisfazer as exigências dos árbitros, é suspenso, de forma temporária, o Girabola2021/22», lê-se no comunicado do organismo.

A Federação Angolana deve aos árbitros e comissários aos jogos 150 milhões de kwanzas (cerca de 300 mil euros), relativos a prémios de jogo, transporte, alojamento e alimentação.

A sete jornadas do final, está em cima da mesa a possibilidade de o Girabola ser cancelado. O Petro Luanda, treinado pelo português Alexandre Santos é líder, com 54 pontos, mais quatro do que o segundo, o Sagrada Esperança.

Por: Maisfutebol