Google é responsável por 40% das emissões de dióxido de carbono produzidas pela Internet

421

Cada pesquisa no Google tem um custo para o planeta. O sitemais famoso do mundo, que processa mais de 3,5 mil milhões de pesquisas por dia, é responsável por 40% das emissões de dióxido de carbono (CO2) produzidas pela Internet.

Em declarações ao Quartz, a investigadora Joana Moll, que tem trabalhado na análise da componente física da Internet, explica que, cada  vez que pesquisamos no Google, estamos a usar servidores, routers e uma série de outros recursos que são alimentados, em grande parte, por fontes de energia não renováveis. 

Embora a Internet seja vista como uma “nuvem” (“cloud”), esta depende de milhões de servidores físicos localizados em centros de processamento de dados em todo o mundo, que estão ligados a quilómetros de cabos submarinos e outros dispositivos que exigem muita energia para serem executados. Grande parte dessa advém de fontes que emitem dióxido de carbono enquanto queimam combustíveis fósseis. 

“Os dados são muito poluentes”, afirma Joana Moll ao Quartz. 

De acordo com os estudos de Moll, em 2015, as emissões de dióxido de carbono associadas às pesquisas no Google terão sido equivalentes ao total das emissões da indústria aeronáutica.

Os dados compilados por Joana Moll deram origem a um contador online, a que deu o nome CO2GLEque usa a informação recolhida em 2015.

Por: TVI