Guiné-Bissau retoma campeonato de futebol em 23 de janeiro

82

A Federação de Futebol da Guiné-Bissau marcou para o dia 23 de janeiro a retoma do campeonato da primeira divisão, após um interregno desde março passado, quando o Governo decretou estado de emergência devido à pandemia da covid-19.

Bonifácio Sanhá, vice-presidente da Federação com o pelouro das provas oficiais, disse ontem à Lusa que a decisão foi tomada pelo Comité Executivo e ratificada pelos associados num congresso realizado em dezembro.

A decisão, sublinhou Sanhá, foi tomada com base na comunicação do Governo que autoriza a Federação a retomar provas oficiais coletivas, à luz do estado de alerta em vigor decretado pelas autoridades desde o dia 11 de dezembro.

O campeonato da primeira divisão arranca em 23 de janeiro e o da segunda divisão no mês de fevereiro, declarou Bonifácio Sanhá.

O campeonato da Guiné-Bissau tem 38 clubes, 14 da primeira divisão e 24 da segunda divisão.

Como novidade para o campeonato de 2021, a Federação guineense, sob a liderança do empresário Carlos “Caito” Teixeira, vai custear as deslocações dos 38 clubes que militam na primeira e segunda divisão para jogos oficiais e ainda oferecer equipamentos de treino e jogo para os mesmos.

Bonifácio Sanhá destacou ainda que a Federação vai “intervir para melhorar substancialmente os campos de todos os clubes” que militam nas duas divisões, dando “outro arranjo” ao piso do jogo, construindo um muro de vedação e balneários.

“A ideia é preparar, para já, 12 campos pelados para num futuro breve receberem relvados sintéticos”, observou o vice-presidente da Federação guineense de futebol.

Por: Lusa