O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) deu seguimento à providência cautelar ao recurso do basquetebolista internacional cabo-verdiano do Benfica Ivan Almeida, contra a Federação Portuguesa que lhe tinha aplicado dois jogos de suspensão.

Em causa está a forma como o internacional cabo-verdiano mandou calar os adeptos do FC Porto na Dragão Arena, quando se sentia insultado com actos de racismo, enquanto celebrava o título nacional de Portugal.

É que Ivan Almeida, 33 anos e com uma vasta experiência no mundo da competição, tinha acusado em Junho as bancadas azuis e brancas de terem proferido insultos racistas no terceiro jogo da final do ‘play-off’ do campeonato nacional de basquetebol daquele país europeu.

Com esta decisão do TAS, Ivan Almeida, que no primeiro ano da águia ao peito ajudou o Sport Lisboa e Benfica a conquistar o campeonato português, está disponível para defrontar o Sporting na Supertaça, que se vai disputar este sábado, 17.

Ivan Almeida, recorde-se, renovou o seu vínculo contratual com o clube da Luz ficando ligado ao Benfica até 2024.

Por: Inforpress