Jornalista Dai Varela compila lista das publicações infanto-juvenis em Cabo Verde

635
Lembra-se de algum livro da sua infância escrita por um escritor cabo-verdiano? Lembra-se do nome do livro mas não do autor ou então vice-versa?
Imagem: http://daivarela.blogspot.pt
Agora tem um lugar onde facilmente encontrará a mais completa lista das publicações infanto-juvenis em Cabo Verde. A lista inclui livros, revistas, livros-CD e publicações de contos em revistas voltados para a infância e dentro do contexto cabo-verdiano. Tal façanha, o de reunir todas as publicações, foi realizada pelo jornalista Odair ‘Dai’ Varela que depois de algum tempo a trabalhar nisto juntou todos no seu blogue. Durante este trabalho, o jornalista encontrou alguns dados interessantes:
  • A primeira publicação para o público infanto-juvenil poderá ser atribuída a Baltasar Lopes da Silva se considerarmos “Infância”, publicada como extracto no primeiro número da Revista Claridade, em 1936. Posteriormente, “Infância” seria integrado no capítulo 24 do livro “Chiquinho”, primeiro romance cabo-verdeano, curiosamente, ele mesmo uma obra sobre uma personagem juvenil;
  • Outro autor nacional de renome (e que fez parte do período denominado claridoso) a publicar na vertente juvenil é Teixeira de Sousa que edita “Dragão e Eu”, em 1945. Na estória, todo o enredo gira à volta de um menino que a pouco e pouco foi crescendo até que um dia, por vontade do pai, parou de estudar para cuidar dos negócios da família;
  • Em termos de representação por género nesta listagem é possível identificar 38 autoras e 32 autores de texto, para um total de 70 autores com publicações no género infanto-juvenis em Cabo Verde;
  • Em relação às ilustrações, temos 43 ilustradores e apenas 24 ilustradoras, num total de 67 autores de ilustrações nas publicações no género infanto-juvenis;
  • Existem seis autoras que são também ilustradoras dos seus livros: Luísa Queirós; Leopoldina Barreto; Mizé Costa; Graça Matos Sousa, Ivete Santos e Ana Maria Carvalho Furtado;
  • Por outro lado, apenas três homens escrevem e fazem as ilustrações dos seus livros: Leão Lopes, Cesar Silva e Óscar Silva;
  • A mulher com mais livros ilustrados é Luísa Queirós com três obras;
  • Aires Semedo parece ser o ilustrador com mais trabalhos – Facto que ainda Dai Varela não pode confirmar.
Para conhecer a lista completa clique aqui.