Jovem morre afogado na praia da Palmeira após crise epiléptica

187

Um jovem de 16 anos que respondia por Lucas foi encontrado morto na manhã desta sexta-feira junto ao cais de pesca da Palmeira, na ilha do Sal, supostamente após ter sido vítima de um ataque epiléptico.

Segundo o delegado de Saúde, José Rui Moreira, o rapaz teria um histórico de epilepsia sem tratamento, pelo que “tudo indica terá se sentido mal e caído na água, conhecendo a morte por afogamento”.

A vítima, segundo informações, encontra-se desaparecida há um dia, tendo sido hoje avistada por o homem, amigo do pai, que por volta da uma da madrugada teria também atendido a um pedido de ajuda do pai do Lucas, no sentido de encaminhar o rapaz para casa, mas não o encontrou no local.

“Não o vi. Deverá ter caído antes de eu chegar no local. Agora, fui buscar um peixe à casa para vir tratar aqui no cais, dei-me com ele de cara para baixo, morto no mar”, conta Fernando Rocha, o amigo da família.

Segundo especialistas, a epilepsia é um distúrbio do cérebro, não transmissível, em que as actividades das células nervosas são perturbadas, o que causa uma actividade excessiva e anormal nas células cerebrais, gerando crises epilépticas.

Quando este distúrbio ocorre, o cérebro interrompe temporariamente sua função habitual e produz manifestações involuntárias no comportamento, no controle muscular, na consciência e na sensibilidade do indivíduo.

Por: Inforpress