Inicio Internacional Desporto LeBron James coleciona quarto MVP da final da NBA

LeBron James coleciona quarto MVP da final da NBA

103

LeBron James foi domingo galardoado pela quarta vez, no terceiro emblema diferente, como o “Jogador Mais Valioso” (MVP) da NBA, isolando-se no segundo lugar do “ranking”, apenas atrás de Michael Jordan.

James contribuiu com médias de 29,8 pontos, 11,9 ressaltos e 8,5 assistências para o triunfo por 4-2 dos Los Angeles Lakers sobre os Miami Heat, repetindo o que conseguira precisamente pela equipa da Florida (2012 e 2013) e os Cleveland Cavaliers (2016).

Na hierarquia de títulos de MVP das “finals”, que só começaram a ser atribuídos a partir de 1969, o “23” dos Lakers deixou para trás Magic Johnson (1980, 1982, 1987), Shaquille O’Neal (2000, 2001, 2002) e Tim Duncan (1999, 2003, 2005).

À sua frente, está agora apenas Michael Jordan, que venceu o prémio por seis vezes, no mesmo número de presenças na final, sempre pelos Chicago Bulls, que ajudou, e de que maneira, a vencer as finais de 1991, 1992, 1993, 1996, 1997 e 1998.
 
Jordan ganha a James
 
Com 35 anos, o jogador dos Lakers ainda pode sonhar em igualar o registo de Jordan, mas existe uma grande diferença entre ambos, pois se o ex-jogador dos Bulls logrou o pleno em finais (seis em seis), LeBron somou quatro títulos de MVP em 10 presenças.

Os títulos individuais do atual basquetebolista dos Los Angeles Lakers, que acabou de cumprir a sua 17.ª temporada na NBA, correspondem aos coletivos, pois perdeu as restantes seis finais disputadas.

Na primeira passagem pelos “Cavs”, perdeu com os San Antonio Spurs (0-4 em 2007), e, com os Miami Heat, perdeu com os Dallas Mavericks (2-4 em 2011), bateu os Oklahoma City Thunder (4-1 em 2012) e os Spurs (4-3 em 2013) e perdeu com os Spurs (1-4 em 2014).

De regresso a Cleveland, jogou mais quatro finais, todas com os Golden State Warriors: ganhou em 2016, por 4-3, depois de estar a perder por 3-1, mas perdeu as restantes, por 2-4 em 2015, 1-4 em 2017 e 0-4 em 2018.

Agora, na segunda época em Los Angeles, e após falhar os “play-offs” na primeira, logrou o título para os Lakers, um cetro especial, por igualar os 17 dos Boston Celtics e, sobretudo, por ter acontecido no ano da trágica morte de Kobe Bryant, que perdeu a vida, com a filha Gianna, num acidente de helicóptero.
Por: RTP