Liverpool recusa libertar Salah para seleção do Egito

98

Face às restrições impostas pela pandemia de Covid-19, o Liverpool recusou libertar o avançado egípcio Mohamed Salah para a seleção do Egito — que integra a lista vermelha da Grã-Bretanha.

O Liverpool recusou libertar o avançado egípcio Mohamed Salah para os encontros de qualificação do campeonato do mundo de 2022, face às restrições impostas pela pandemia de Covid-19, informou esta segunda-feira a Federação do Egito de Futebol.

O Egito integra a lista vermelha da Grã-Bretanha, o que obrigaria o companheiro do português Diogo Jota nos ‘reds’ a cumprir quarentena quando regressasse a Liverpool e, consequentemente, falhar dois encontros da Liga Inglesa.

Contudo, segundo a federação daquele país, “prosseguem os contactos junto da FIFA, para que os jogadores internacionais estejam isentos das restrições de viagem que lhes são impostas em países onde jogam devido ao novo coronavírus”.

Já este ano,o avançado, de 29 anos, também viu o Liverpool recusar a sua presença nos Jogos Olímpicos Tóquio2020, uma vez que os clubes não são obrigados a ceder os seus atletas para o torneio olímpico masculino.

Em novembro último, Salah, que venceu duas vezes o prémio de melhor marcador da Premier League, obteve um resultado positivo para a Covid-19 durante uma visita ao Cairo, onde marcou presença no casamento de seu irmão.

Por: Lusa