Ministério da Cultura responde a Gilyto Semedo

826

Durante a quarta gala dos Cabo Verde Music Awads (CVMA) o mentor deste projecto, Gilyto Semedo, criticou o Ministro da Cultura, Mário Lúcio, por este se encontrar ausente da gala pelo 2º ano consecutivo.

Posteriormente, Gilyto voltou a criticar a ausência do ministro e de alguma falta de apoio por parte do Ministério da Cultura (MC).

Em resposta a tais criticas o MC veio a publico responder as criticas em forma de nota. “Na verdade, tem havido uma boa cooperação entre o ministério e os responsáveis dos CVMA desde a sua criação”. “O Governo tem vindo a apoiar as diferentes edições dos CVMA, tanto em apoio institucional como logístico e financeiro. E desde o inicio o MC tem disponibilizado uma equipa que, durante o ano trabalha com a organização, nomeadamente para apoiar e facilitar nas questões alfandegárias, no acesso ao mecenato, na facilitação administrativa, entre outros.” Informa a nota divulgada nos meios de comunicação social cabo-verdianos.

Tal nota ainda informa que sempre esteve ao lado da gala, “o MC se disponibilizou em colaborar com os promotores dos CVMA, para em conjunto, analisar e identificar questões que eventualmente precisassem ser melhorados, como é natural em projectos pioneiros desta envergadura. E para tanto, vários encontros entre os técnicos do MC e os organizadores do CVMA tiveram lugar no próprio ministério.”

Sobre a ausência do ministro Mário Lúcio na ultima gala, no passado oito de Março, a nota informa que: “O ministro, na impossibilidade de estar presente, fez-se representar pelo director nacional das artes e pela assessora para as economias criativas, o que foi comunicado à organização antecipadamente, tanto que os representantes do MC fizeram a entrega dos prémios. O ministério assegura que vai continuar a incentivar esta iniciativa que já deu os seus passos e manifesta estar aberto para re-forçar ainda mais esta parceria nas próximas edições”.